Buscar
  • Nutr. Bianca Oliveira

Emagrecimento: Balanço calórico negativo em qualquer estratégia

oda estratégia nutricional requer balanço calórico negativo (ingerir menos calorias que o corpo gasta) para o emagrecimento. Não existe um tipo de dieta em que se possa comer a vontade , se vc souber de uma me avisa aí que quero também. ⠀ Muitos pensam que só porque estão em lowcarb podem comer gorduras como se não houvesse amanhã. ⠀ Todo excesso de qualquer macronutriente (carboidrato,  proteínas ou gorduras ) será desviado no seu metabolismo pra formar tecido adiposo. ⠀ Isso é bem lógico: Se uma pessoa tem gasto calórico diário de 1.500 kcal e comer 2.500, mesmo que seja 60% disso em gorduras, rla vai engordar sim! ⠀ Afinal o próprio nome já diz, isso é excesso calórico. ⠀ Então não existe outro caminho dietético, pra emagrecer, o crucial é que deve-se comer menos calorias que o copo gasta. ⠀ É claro que algumas estratégias nutricionais como a lowcarb "otimizam" essa perda de peso, mas também são dependentes de balanço calórico negativo. ⠀ É também claro que existem patologias capazes de alterar o gasto calórico, no hipotireodismo o gasto tende a ser menor, já no câncer tende a ser maior, alguns medicamentos também podem modificar no gasto calórico do metabolismo... ⠀ Além de alguns fatores alterarem o gasto calórico, outros alteram a absorção calórica, como alguns medicamentos ou suplementos. A própria microbiota intestinal altera o quanto de calorias uma pessoa absorve da alimentação. ⠀ Mas ainda nestas condições o balanço calórico, mesmo que alterado, é que vai determinar a perda ou ganho de peso. ⠀ Não ,  não existe pílula mágica e nem dieta do "coma a vontade", o básico ainda é real:

Também é preciso comer menos do que o corpo gasta para emagrecer.

4 visualizações

Tel.: (21) 3864-5820

Whatsapp: (21) 98296-3569

Rio de Janeiro: Rua Dr Thibau, 80 - sala 104 - Centro, Nova Iguaçu - RJ